domingo, 1 de maio de 2016






Belo jantar vegano às 20h.

E às 21h uma delícia cinematográfica: THEMROC.
Themroc é um filme de Claude Faraldo, produzido em 1972 em França, que mostra a revolta de um operário face ao seu quotidiano de miséria. A revolta leva-o a transformar-se num novo homem das cavernas. Todo o filme, quase
sem palavras, é uma parábola contra a civilização moderna, competitiva e destruidora do animal humano. O seu despertar leva-o a procurar desfrutar dos instintos mais primitivos reprimidos pela domesticação da sociedade industrial, transformando o filme numa obra prima de crítica à civilização moderna, espectacular e medíocre.

Apareçam!!!


terça-feira, 5 de abril de 2016

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016





Queremos que esta seja uma conversa entre amigos sobre Educação numa

perspectiva libertária, a partir dos diferentes contextos do Brasil e de
Portugal e tendo como fundo problematizações comuns tais como:
O que queremos dizer e fazer quando falamos em Educação na actualidade?
É possível uma Educação Libertaria? É necessária?
Em que sítios e em que condições podemos pensar as possibilidades de uma
Educação Libertária hoje - okupas, bibliotecas comunitárias,
desescolarização, educação comunal e comunitária, etc.?
Eis o convite para esse encontro de ideias e troca de experiências.


                        Grupo de Estudos em Edukação Libertária de Pelotas:
                                              http://www.libertariosufpel.blogspot.pt/
                                       
                                  * Jantar às 20h - Conversa às 21.30h *    



BOESG | Rua da Penha de França 217 (Penha de França) Lisboa
http://boesg.blogspot.pt/
boesgbiblioteca@gmail.com




       Amigas, amigos, companheiros & companheiras,
a B.O.E.S.G. inicia agora uma nova fase, encerrando um ciclo de discussões, experiências e acções realizadas na antiga sede e fora. Sem  esquecer tal aprendizagem a biblioteca retoma o caminho proposto, o da Biblioteca Observatório dos Estragos da Sociedade  Globalizada & dos Meios Para os Ultrapassar, num novo local. A partir deste momento passamos a estar instalados na Rua Penha de França nº217 B, 1170-304 Lisboa.
   Ficamos à vossa espera!
   Até breve

segunda-feira, 27 de julho de 2015







   Ao estalar a guerra civil espanhola em Julho de 1936, o sindicato anarquista CNT socializou a indústria de cinema em Espanha. Em Madrid e Barcelona, os trabalhadores de cinema assumiram através do sindicato, os bens de produção 
e produziram numerosos filmes. Isto deu lugar a um período único que não se voltou a repetir em nenhuma outra indústria cinematográfica do mundo. Apesar do país estar envolvido numa guerra, entre 1936 e 1938 foram feitos e estreados filmes de variadas temáticas: dramas sociais, comédias musicais, filmes de denúncia e documentários bélicos. Todos eles compõem um variado mosaico que dá lugar a um dos momentos mais insólitos e originais da cinematografia 
espanhola. Através da opinião de especialistas, assim como do testemunho do director de fotografia e restauro espanhol, Juan Mariné, o documentário recorre a cada uma das produções que constituem um legado excepcional do cinema espanhol. Foi um período muito efémero durante o qual os guionistas, os directores, os técnicos, e os actores espanhóis demonstraram uma das máximas do mundo do espectáculo: apesar dos bombardeamentos, da fome e do drama da guerra, o espectáculo devia continuar, e continuou.


quarta-feira, 8 de julho de 2015





 
10 DE JULHO na B.O.E.S.G. a partir das 19h
Vamos estar em casa dos nossos companheiros bibliotecários da Biblioteca Boesg @ Rua das Janelas Verdes, Nº13 - Santos - com instrumentos vários a soltar vibes bastante aleatórias, todos são bem vindos a juntar-se ao barulho! Depois enchemos o bandulho com um repasto sem bicharada nem excreções dos mesmos. Tudo regadinho com a variedade de líquidos a nos habituou o bar desta boa casa.

Aparece & divulga!!!



quarta-feira, 1 de julho de 2015

Apresentação do livro Ai Ferri Corti



   Dia 4 de Julho às 18h na BOESG

   Apresentação do livro:

     Ai Ferri Corti
     Confronto mortal com o existente, os seus defensores e os seus falsos críticos

   seguido de jantar de apoio à Mostra de Edições Subversivas

   


      
             A insurreição é a rápida emergência de uma banalidade: nenhum poder pode
             manter-se sem a servidão voluntária de quem o tolera. Nada melhor que a
             revolta para revelar que quem faz funcionar a máquina assassina da 
             exploração são os próprios explorados. A interrupção alargada e selvagem
             da actividade social remove de uma só vez o manto da ideologia e faz 
             aparecer as verdadeiras relações de força: o Estado mostra para que 
             existe – a organização política da passividade.

Descarrega o livro gratuitamente: http://textosubterraneos.pt/wp-content/uploads/2015/04/aiferricorti.pdf


(Rua das Janelas Verdes nº 13 1º esq. - Santos) 

terça-feira, 23 de junho de 2015

Projecto PIGS: Gentrificação e Imigração na Europa do Sul



Conversa & Debate
Dia 27 de Junho, às 19h00 na B.O.E.S.G.
~
Projecto PIGS:
Gentrificação e Imigração na Europa do Sul 

O neoliberalismo chama PIGS aos países do Sul da Europa e P.I.G.S. é, propositadamente, o nome escolhido para um projecto libertário internacional  que pretende analisar a gentrificação, o urbanismo e a imigração em quatro cidades - Lisboa, Roma, Atenas e Barcelona -, bem como debater e reflectir sobre as novas práticas de luta face a mais esta agressão neoliberal.
Chegada a vez de Lisboa, contamos com a participação no próximo dia 27 de Junho, na BOESG, de Massimo Mazonne, coordenador do projecto; Andrea Staid, autor do livro "Os condenados das metrópoles. Etnografia de imigrantes na fronteira da legalidade"; e de Alessandro Zorzetto, activista no movimento veneziano "No big ships" contra a presença de paquetes de cruzeiro nesta cidade, para, juntos, discutirmos estes e outros temas à luz do que se passa deste lado. 

E a partir das 21h00, jantarada!

Aparece!


Biblioteca e Observatório dos Estragos da Sociedade Globalizada

Rua das Janelas Verdes n.º 13, 1.º esq. (Santos) Lisboa